O Papel do Gerente de Produção na Indústria 4.0

Gerente de Produção Tradicional vs Gerente de Produção na Indústria 4.0

A indústria 4.0 já é um fato e a cada dia que passa o Brasil caminha para esse novo nível tecnológico, mesmo que sendo implementado à passos lentos. A tecnologia por sua vez anda em passos largos e rápidos, criando-se assim a necessidade de profissionais capacitados para suprirem este novo mercado de trabalho.

Vamos analisar dois diferentes processos produtivos nas indústrias. Você notará facilmente as principais diferenças nos profissionais responsáveis pela produção. No processo produtivo ainda tradicional, tem-se as máquinas, as equipes responsáveis pela produção, e o nosso gerente de produção que precisa lidar com os prazos, custos, agilidade, gargalos e a real necessidade de pessoas para que a produção seja realizada. Este profissional precisa realmente lidar com vários fatores tanto físicos (máquinas) quanto psicológicos (os colaboradores) no processo produtivo.

Já na indústria 4.0, digamos que o “chão de fábrica” será totalmente modernizado e automatizado, o que já está acontecendo em várias indústrias. Logicamente a indústria ainda terá seus colaboradores na produção, porém suas atividades serão menos exaustivas. Aí está a principal diferença entre esses dois níveis nas indústrias. O gerente de produção aqui não terá a grande preocupação com prazos, custos, falhas e gargalos. Tudo será programado nas próprias máquinas. Sua principal preocupação será a humanização dentro de uma indústria.

O Lado Psicológico

Nesse novo processo de produção, as equipes estarão em um ambiente totalmente automatizado e com mínima convivência entre pessoas. Passar 8 horas por dia, sem contato humano é um tanto quanto propenso a desmotivação e riscos psicológicos. A necessidade de um gerente de produção que consiga direcionar e gerenciar sua equipe, de forma motivadora e que incentive os colaboradores se torna ainda mais evidente. De fato, a questão será mais humana do que tecnológica. Muitos criaram a ideia de que a preocupação seria o inverso.

Em questões de qualificação, qual profissional está mais preparado pra lidar com esse desenvolvimento tecnológico?

A grande preocupação com toda essa corrida tecnológica é: “que tipo de profissionais estarão perdendo mercado de trabalho?”. Os graduandos e já formados nas engenharias em geral, criam a visão que somente engenheiros mecânicos, de computação e da área de desenvolvimento tecnológico terão espaço.

Porém, este é um pensamento bastante incoerente. Para lidar com pessoas, gerencia-las e ainda estabelecer metas de produção, um engenheiro de produção, por exemplo, seria ideal. Tenha em mente, daqui 12 anos, estima-se que 80% dos empregos que existem hoje desaparecerão. Basta saber agora, você estará preparado para esse futuro tão próximo ou vai esperar para ver? A indústria 4.0 já está acontecendo, fique atento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *